Servidora pública que recebia salário sem trabalhar é exonerada

Marcela Dieckmann Jeolás saiu de férias do Ministério do Turismo em 5 de maio de 2014, mas o salário, de R$ 22,4, só foi suspenso em agosto passado

 

Demorou quase um mês para o Governo Federal exonerar a ex-diretora do Departamento de Qualificação, Certificação e Produção Associada do Ministério do Turismo, Marcela Dieckmann Jeolás. O pedido, que já havia sido aceito pelo órgão em 9 de abril, só foi oficializado nesta segunda-feira (4/5), em publicação no Diário Oficial da União.

 

A servidora saiu de férias em 5 de maio de 2014, mas o pagamento do salário, de R$ 22,4 mil, só foi suspenso em agosto passado. Atualmente, ela está morando nos Estados Unidos, segundo funcionários da pasta. No entanto, Márcio Augusto Costa, advogado de Marcela, nega que ela recebesse o referido valor, como constava no Portal da Transparência.

 

Ao Correio, o Ministério do Turismo havia informado que a ex-diretora só poderia ser desligada do quadro de pessoal após o encerramento do processo administrativo aberto contra ela, que ocupava, até o início de abril. A servidora, que havia pedido licença das funções há mais de um ano, não compareceu às perícias médicas exigidas pela pasta para comprovar as doenças alegadas.

 

 Fonte: Correio Braziliense

 

 

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Deixe um comentário